Pesquisa Aplicada

http://cpai.unb.br/pesquisa/&rft.language=English&rft.au=admin">

O CPAI é um centro multidisciplinar e interinstitucional com características únicas no Brasil. Sua atuação está situada em pesquisa, desenvolvimento e inovação em tecnologia e ciência da informação, com ênfase em Arquitetura da Informação. Trabalha com três eixos de pesquisa compostos, dentre outras, pelas seguintes linhas de investigação:

  1. Epistemologia
    • Natureza do Dado, Informação e Conhecimento
    • Lógicas Clássica e Não-Clássicas
    • Estudos sobre a adoção da fenomenologia
    • Novos modelos de Aplicação para Lógicas Modais
    • A teoria do conhecimento: fenomenologia
    • Teorias em Programação em Lógica
  2. Ciência
    • Método de Arquitetura da Informação Aplicada – MAIA
    • Teoria Geral da Arquitetura da Informação
    • Cadeia Normativa Organizacional
    • Cadeia Normativa da Segurança da Informação – CNSI
    • Teorias e métodos sobre planejamento estratégico organizacional
    • Teoria em Programação Lógica Clássica e Lógicas Não-Clássicas
    • Novos modelos de Aplicação para Lógicas Modais
    • Teorias sobre Arquitetura de Sistemas de Informação
  3. Práxis
    • Arquitetura da Informação Organizacional
    • Arquitetura da Informação Escolhas Sociais
    • Arquitetura da Garantia da Informação
    • Arquitetura da Informação Quântica
    • Arquitetura da Informação Estratégica
    • Arquitetura de Cadeias de Suprimentos
    • Arquitetura da Geogestão

A fundamentação deste Centro de Pesquisa está baseada no desenvolvimento e inovação, orientado para a aplicação de conhecimentos oriundos de diferentes áreas da Ciência e da Tecnologia. Além disso, enfatiza a criação de modelos para o desenho e uso da informação, representando uma oportunidade para que se inicie um novo ciclo de exploração cujos resultados sejam ao mesmo tempo: teóricos – pela criação de modelos explicativos da própria informação; práticos – pela produção de modelos para o ato de desenhar espaços e mecanismos onde a informação se torne útil; e estéticos – pela busca de relações éticas e estéticas nos produtos da informação. Ética, responsabilidade social, reciprocidade social (accountability) e excelência são valores do CPAI, cuja vocação é o desenvolvimento de pesquisa aplicada buscando a inovação.

Na atualidade, o domínio de modelos de informação é vital para a sobrevivência das organizações, públicas ou privadas. Toda estrutura econômica está montada sobre padrões de informação. Dominar o ciclo de vida da informação desde sua origem, seus padrões de organização, suas representações em modelos adequados que possibilitem a compreensão de fenômenos e a tomada de decisões têm sido o esforço constante das organizações desde o final do século XX.

Contudo, a quantidade de informação tem se mostrado demasiada para a capacidade humana de consumi-la. A profusão de informação e a sua relevância sobre temas específicos suscitou o desenvolvimento da Tecnologia da Informação como instrumento para reduzir a dispersão da informação e torná-la mais adequada ao entendimento humano.

Apesar dos avanços dos sistemas de informação, da capacidade de automação derivada do uso de técnicas de armazenamento, busca e recuperação de informação, temos, na atualidade, um cenário de divergência ainda maior: os sistemas de informação se multiplicaram e o significado que eles codificam criou pequenas ilhas de significado. A realidade passou a ser segmentada em pequenos – ou grandes – sistemas de informação desconectados.

Nesse cenário é possível conceber a Arquitetura da Informação como uma visão de mundo associada a um conjunto de ações aplicadas a um espaço de informação determinado de modo a transformá-lo em sistemas de informação, com desdobramentos teóricos e aplicações práticas na forma de novos produtos. No entanto, por entender que o desenvolvimento de produtos é atribuição do mercado, o CPAI busca a inovação mediante protótipos. A partir desses protótipos, o Centro, com o apoio do Núcleo de Propriedade Intelectual da u n b, alia-se a parceiros para transferência de tecnologia e beneficia-se de royalties para sua sustentabilidade.

O CPAI possui um histórico de sucesso no desenvolvimento de projetos baseados nessa visão de mundo. Seus parceiros e clientes incluem organizações de grande porte e relevância no Brasil, como o Ministério da Educação, a Agência Espacial Brasileira, o Tribunal Superior Eleitoral, a Caixa Econômica Federal, o Ministério do Meio Ambiente, o Ministério do Desenvolvimento Agrário, a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (CESPE), entre outros.